Nacional | Sociedade

PJ detém cinco suspeitos de rapto de filho de alto funcionário da Guiné em Lisboa

A Polícia Judiciária (PJ) deteve cinco suspeitos do rapto do filho de alto funcionário da Guiné que foi mantido em cativeiro durante três dias no final de Janeiro, na zona de Lisboa a troco de cinco mil euros, avançou esta terça-feira a TVI.

Segundo a estação, o jovem foi raptado e mantido em cativeiro durante cerca de três dias numa casa localizada no Vale da Amoreira, na Moita, durante os quais foi agredido e ameaçado de morte.

A família foi contactada para pagar um resgate de cinco mil euros, quantia que acabou por entregar aos raptores.

De acordo com a TVI, o jovem é filho do diretor nacional dos Serviços de Imigração da Guiné.

Os detidos são suspeitos dos crimes de rapto, extorsão, coação e posse ilegal de armas e podem ficar em prisão preventiva, enquanto decorre o resto do inquérito, até à acusação do Ministério Público ser feita.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo