Nacional | Sociedade

Operação Rota Final com cinco arguidos constituídos

As autoridades anunciaram esta quinta-feira em comunicado a constituição de cinco arguidos no âmbito da operação “Rota Final”, entre eles o antigo presidente da Câmara Municipal da Guarda Álvaro Amaro, recém-eleito eurodeputado.

Numa nota publicada ontem na página da internet da Procuradoria-Geral Distrital de Coimbra (PGDC) as autoridades referiam que quatro pessoas, entre ex-autarcas, funcionários de autarquias e de uma empresa de transportes, tinham sido constituídas arguidas neste inquérito, que investiga um alegado esquema fraudulento de viciação de procedimentos de contratação pública.

Segundo declarações de fonte policial à agência Lusa, uma quinta pessoa, que se encontrava no estrangeiro, chegou na quarta-feira a Portugal e também foi depois constituída arguida.

Vários órgãos de comunicação social noticiam hoje que os ex-presidentes das câmaras de Lamego e de Armamar (Francisco Lopes e Hernâni Almeida, respetivamente), um funcionário da câmara de Lamego e um administrador do Grupo Transdev são os outros quatro arguidos.

Recorde-se que a Polícia Judiciária (PJ) realizou buscas a 18 câmaras municipais, do Norte e Centro de Portugal, e à operadora de transportes públicos Transdev, por suspeitas de tráfico de influência, participação económica e corrupção, entre outros crimes.

As 18 câmaras municipais alvo de buscas foram as de Águeda, Almeida, Armamar, Belmonte, Barcelos, Braga, Cinfães, Fundão, Guarda, Lamego, Moimenta da Beira, Oleiros, Oliveira de Azeméis, Oliveira do Bairro, Sertã, Soure, Pinhel e Tarouca.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo