África Subsaariana

Senegal: Senegaleses manifestam-se na sexta-feira contra o alegado caso de corrupção envolvendo Aliou Sall

A plataforma “Aar Li Nu Bokk” convocou os senegaleses para uma manifestação pacífica, na próxima sexta-feira, 14 de junho, exigindo esclarecimentos sobre a gestão dos recursos naturais, nomeadamente o petróleo e o gás.

Numa conferência de imprensa, os membros da plataforma anunciaram a grande manifestação pacífica na Place de la Nation das 15h às pressionar o governo e o Chefe de Estado em primeiro lugar, a assumir as suas responsabilidades neste caso chamado “Escândalo dos 10 mil milhões”.

Neste contexto, a organização convida todas as forças da nação a aderir em massa à mobilização patriótica e organizar em todo o país encontros semelhantes em defesa da República, do bem comum e património senegalês.

No comunicado, Cheikh Tidiane Dièye informou sobre a petição que  está a circular nas redes sociais para sensibilizar a justiça senegalesa e britânica sobre o caso que incrimina Aliou Sall, Frank Timis  e Franck BP.

“Todos os compatriotas estão convidados a vir com as suas famílias, todas as gerações juntas, segurando nas suas mãos a bandeira nacional”, declarou, acrescentando que “reuniões semelhantes serão organizadas em todas as regiões do país, nos departamentos, comunas, bairros e aldeias para denunciar em coro o roubo dos nossos recursos e exigir a sua recuperação”.

Recorde-se que a estação britânica, BBC, publicou no início deste mês, uma reportagem em que o irmão mais novo do presidente Macky Sall terá supostamente recebido um suborno da companhia petrolífera Petro Tim, que terá beneficiado da obtenção de contratos de petróleo no Senegal.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo