Cabo Verde | Portugal

Portugal e Cabo Verde defendem livre circulação na CPLP

Primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Silva, com o primeiro-ministro de Portugal, António Costa

O Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro português, António Costa, afirmaram esta terça-feira, 11 de junho, que o país que representam une-se a Cabo Verde na defesa da supressão de vistos no quadro da União Europeia (UE) e da livre circulação de cidadãos na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

De acordo com Marcelo Rebelo de Sousa, esta medida irá ser aprovada na Cimeira da CPLP, que será realizada em 2020, em Angola. Recorde-se que Cabo Verde é o país que tem atualmente a presidência da CPLP.

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, manifestou igualmente a convicção de que a proposta de mobilidade de cidadãos no espaço lusófono está para breve. “Nós estamos confiantes de que brevemente poderemos ter boas notícias… este ano”, acrescentou em declarações aos jornalistas junto ao Palácio do Povo, com António Costa ao seu lado.

Tal como o seu homólogo cabo-verdiano, Costa assegurou ser para este ano a resolução do problema de circulação, mas alertou para a existência de alguns impedimentos devido à questão da pertença à UE, em que “nenhum país” pode fixar os seus próprios critérios. Segundo o próprio, o enfoque para resolver este impasse incide sobre a liberdade de residência, que cada país pode ainda estabelecer os seus parâmetros, e é nisto que tem vindo a trabalhar para resolver a nível da CPLP.

As afirmações foram feitas à imprensa durante as atividades de celebração do Dia de Portugal, Camões e das comunidades, na ilha de São Vicente.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo