Crise | Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Sociedade Civil diz que incidentes na Assembleia vão ter consequências negativas

Arquivo

O Movimento Nacional da Sociedade Civil para a Paz, Democracia e Desenvolvimento repudiou, esta terça-feira, 11 de Junho, qualquer acto de violência, como forma de resolver os diferendos na Assembleia Nacional Popular.

Em comunicado, o Movimento Nacional da Sociedade Civil disse ter registado “com profunda preocupação” os incidentes que ocorreram no início da sessão parlamentar, desta terça-feira, envolvendo os deputados dos diferentes partidos com assento parlamentar.

Uma atitude que a Organização da Sociedade Civil considerou “grave e que vai ter consequências negativas” no normal funcionamento do parlamento.

Por isso, “tendo em conta o ambiente de crispação política e social que se vive na Guiné-Bissau”, a organização da Sociedade Civil exortou os partidos políticos com assento parlamentar a privilegiar o “diálogo aberto, franco e construtivo, baseado no respeito pela Constituição da República e demais leis regem o funcionamento da ANP”.

Por fim, o Movimento Nacional da Sociedade Civil para a Paz, Democracia e Desenvolvimento realçou a maturidade do povo guineense e apelou a calma e serenidade, tendo em vista uma Guiné-Bissau pacifica, próspera e inclusiva.

Tiago Seide

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo