Crise | Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Missão da União Africana tenta desbloquear em Bissau impasse político

Uma missão da União Africana (UA) chegou a Bissau para tentar desbloquear o impasse político, ligado, sobretudo, à nomeação do novo primeiro-ministro, por parte do Presidente da República, José Mário Vaz.

Durante três dias, de 17 a 19 de Junho, os membros do Conselho de Paz e Segurança da UA têm em agenda encontros com os principais dirigentes do país, assim como com os diferentes actores políticos / partidários e titulares judicial e da sociedade guineense.

A União Africana emitiu recentemente uma posição, segundo a qual “a nomeação do novo governo, resultante das eleições, não deve depender da composição completa da mesa do parlamento”, considerando que a situação “é preocupante”. Uma leitura, alvo de críticas, na última sexta-feira, por parte do líder da oposição política na Guiné-Bissau MADEM-G15, que atacou, particularmente, Angola, país que lidera actualmente o Conselho de Paz e Segurança da organização africana.

A presença da União Africana, no país acontece na recata final do mandato do Presidente da República, José Mário Vaz, que ainda não marcou a data das eleições presidenciais, não obstante ter agendado, para esta semana, um encontro com os actores políticos, sobre o assunto.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo