Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Juventude ameaça lançar petição na ONU a responsabilizar políticos pela estagnação do país

Bissau

Várias organizações da juventude guineense ameaçam entrar com uma petição nacional junto ao Conselho de Segurança das Nações Unidas para responsabilizar a classe política guineense pela inviabilização do desenvolvimento da Guiné-Bissau.

Em nota de imprensa que a e-Global consultou, esta sexta-feira, 07 de junho, assinada pelos presidentes do Conselho Nacional da Juventude, da Rede Nacional das Associações Juvenis, do Fórum Nacional de Juventude e População, da Rede de Associações Juvenis, da Rede Nacional de Jovens Mulheres Líderes da Guiné-Bissau e do Projecto Universidade Aberta, as organizações da juventude guineense exortam a nomeação, o mais breve possível, do primeiro-ministro e consequente formação do novo governo.

Também exigem a conclusão da constituição da mesa de Assembleia Nacional Popular e que os partidos políticos constituem consensos e pautem pelo “fair play político” na ANP.

As organizações da juventude guineense chamam atenção dos jovens no “aproveitamento político”, evitando “claques” e construir uma agenda comum da juventude para defesa da Guiné-Bissau e da juventude. As mesmas organizações dizem estar preocupadas com actual situação política do país “que a cada dia está a ganhar contornos imprevisíveis”.

“Neste momento as instituições não funcionam, paralisação total, com as greves na função pública, greve no sector da educação, problemas socais como a carência na saúde, campanha de caju sem sucesso” e vários “problemas que afectam a população” concluiu a nota.

Tiago Seide

© e-Global Notícias em Português
1 Comentário

1 Comentário

  1. Klesio zilene Gomes

    07/06/2019 at 15:38

    As associações não foram diretos em exigir a nomeação do novo primeiro ministro, o que deviam fazer é dizer a verdade, o presidente da república vai mal, todo mundo sabe.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo