Brasil

Brasil: Ordem dos Advogados recomenda afastamento temporário de Sérgio Moro e Deltan Dallagnol

Sérgio Moro

Após a divulgação de conversas privadas entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) recomendou na segunda-feira, 10 de Junho, o afastamento temporário dos cargos públicos do ex-juiz e do procurador em causa.

No comunicado difundido pela OAB, a ordem manifesta “perplexidade e preocupação com os fatos recentemente noticiados pela mídia, envolvendo procuradores da república e um ex-magistrado, tanto pelo fato de autoridades públicas supostamente terem sido “hackeadas”, com grave risco à segurança institucional, quanto pelo conteúdo das conversas veiculadas, que ameaçam caros alicerces do Estado Democrático de Direito”.

Referindo que é necessário ter “prudência” a AOB precisa que “íntegra dos documentos deve ser analisada para que, somente após o devido processo legal (…), seja formado juízo definitivo de valor”, e realça a necessidade de uma “investigação plena, imparcial e isenta, na medida em que estes envolvem membros do Ministério Público Federal, ex-membro do Poder Judiciário e a possível relação de promiscuidade na condução de ações penais no âmbito da operação lava-jato”.

Durante a investigação, a OAB “recomenda que os envolvidos peçam afastamento dos cargos públicos que ocupam, especialmente para que as investigações corram sem qualquer suspeita”, refere o comunicado.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo