Angola

Angola: FAO disponibilizou 15 milhões de dólares para projetos contra a fome no país

© Pxhere

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) disponibilizou, no decurso deste ano, 15 milhões de dólares (13.327.600 de euros) para implementar projetos de erradicação da fome no país.

A informação foi dada à imprensa através da representante deste organismo internacional em Angola, Gherda Barreto Cajina, no final de um encontro com a segunda vice-presidente da Assembleia Nacional, Suzana de Melo, em Luanda.

São sete milhões os angolanos que vivem atualmente sob insegurança alimentar. O alcance da fome zero, de acordo com Barreto Cajina, enquadra-se nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODM) e para a nova agenda que vai até 2030.

A “Agenda 2030”, em vigor desde 1 de janeiro de 2016, deve ser implementada durante os próximos 15 anos. Os países membros da ONU reuniram-se na sua sede, em Nova Iorque, para adotar, formalmente, uma nova agenda de desenvolvimento.

Segundo a representante da FAO em Angola, as frentes parlamentares são fundamentais para colocar a luta contra a fome e todas as formas de malnutrição no topo da agenda política. A FAO, que lidera os esforços para a erradicação da fome e o combate à pobreza, tem vindo a apoiar e a promover vários fóruns de debate sobre frentes parlamentares contra a fome nas diferentes regiões do mundo.

A presidente da terceira comissão da Assembleia Nacional, Josefina Diakité, afirmou que foram trocadas impressões sobre o apoio que a FAO precisa da Assembleia Nacional enquanto órgão legislativo para adoção de leis que visam a eliminação da fome e erradicação da pobreza no país.

“Enquanto parlamentares devemos ligar-nos à FAO no sentido de darmos o nosso contributo em relação à problemática da segurança alimentar, apoio à mulher rural e agricultura familiar”, defendeu, considerando que os deputados devem visitar os projetos da FAO no terreno “para estabelecer uma parceria que nos conduza, eventualmente, ao estabelecimento de uma frente parlamentar contra a fome”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo